sábado, fevereiro 24, 2007

A Igreja

Desde que publiquei este post, muitas pessoas com as quais tenho falado demostram curiosidade em saber como são as igrejas daqui. Como eu tenho ido com alguma freqüência na Assembly of God (semanalmente, pra falar a verdade), eu fiz um vídeo que mostra como é o louvor desta igreja. E como neste dia eu havia cheguado um pouco antes do começo, consegui filmar até o ensaio!

quinta-feira, fevereiro 22, 2007

American way of life - Parte 2: consumismo

Apesar de já fazer quase 2 meses que eu escrevi a parte 1, em nenhum momento eu esqueci que estava em dívida com meus poucos leitores. Finalmente coloquei as idéias no papel (ou melhor, no computador :-) e aí está a continuação. Já faz tanto tempo que provavelmente alguns já nem lembram mais o que eu havia escrito. Grosso modo, coloquei que o comodismo é uma das principais características do modo de vida americano. Hoje quero contar sobre outra coisa que chama muito a atenção deste brazuca aqui na terra do Tio Sam: o consumismo. Sei que essa tecla já é muito batida, mas os americanos consomem numa quantidade tal que o planeta não teria recursos naturais suficiantes por muito tempo se metade dos habitantes da Terra tivesse o mesmo padrão de vida!

Eu vejo como uma das causas do consumismo a mentalidade americana de sempre procurar o "melhor negócio". A indústria, que sabe muito bem disso, oferece produtos em embalagens cada vez maiores e maiores. Vou mostrar um caso que exemplifica a lógica por trás disto: um pacote com 4 pilhas comuns custa 2 dólares, o que significa 50 centavos por unidade. Na mesma prateleira o consumidor vai encontrar um pacote com 30 pilhas custando 10 dólares, o que representa 33 centavos por unidade. O que um americano, que não gosta de fazer mau negócio, irá comprar? O pacote com 30 unidades! E se em vez de pilha fossem alimentos? Pode ser que ele tente não desperdiçar e consuma tudo o que foi comprado; será que é só eu que vejo aí outra causa para a "epidemia" de obesidade que assola os EUA?

Se sempre que um caso como esses ocorrese (e a industria faz assim com qualquer tipo de produto) o consumidor realmente utilizasse tudo o que comprou, ele realmente teria feito um bom negócio, e além disso o planeta agradeceria por ele ter consumido menos embalagem (acho que pra todo mundo fica claro que 5 pacotes de 4 unidades geram mais lixo que 1 pacote de 30). Mas quem realmente precisa de 30 pilhas? É muito provavel que antes de chegar na metade do pacote, o consumidor já as tenha perdido. Se isso não ocorrer, quando elas forem usadas já estarão vencidas. O que ele irá fazer? Comprar outro pacote, provavelmente com 30 unidades, ora! O desperdício é conseqüência direta do consumismo, vêem?

O marketing também é outro conhecido gerador do consumo Ele muitas vezes cria necesidades que as pessoas não sabiam que tinham. Vejam só, quando fui comprar um aspirador-de-pó para nossa casa descobri que agora existem alguns que, além de obviamente aspirarem o pó, também "purificam o ar". "Sua família merece respirar um ar puro", diz o fabricante; a dona-de-casa preocupada com os filhos joga fora o aspirador antigo (que funcionava perfeitamente) e compra o novo, que vai manter o ambiente doméstico com um ar puro como o do campo (ou até melhor, pois o produto promete também capturar o pólen do ar).

Bom, é certo que existem muitas outras causas para o consumismo que eu nem mesmo imaginei, e as conseqüências vão muito além de obesidade e desperdício. Por isso, como sempre qualquer comentário e idéia sobre o assunto serão bem-vindos.

segunda-feira, fevereiro 19, 2007

Feliz ano-novo!

Não, antes que pensem que estou louco, já aviso que não estou. Eu estou apenas comprimentando os 1,5 bilhão de chineses pelo início do ano 4704. Segundo a tradição chinesa, este será o ano do porco, e eles acreditam que isso é motivo de sorte; deve ser por isso que eles lotaram o Mohegan Sun como nunca. Eles também acreditam que ter filhos neste ano é um bom presságio: o mundo que se prepare, pois algumas dezenas de milhões de chineses a mais está para nascer!

Além do ano-novo chinês, amanhã é o feriado do dia dos presidentes. É, os americanos tem um feriado, todo ano desde 1885, em homenagem aos aniversários de Geroge Washington e Abraham Lincoln, ora pois. Como nenhum feriado pode ser desperdiçado pelo comércio, os lojistas aproveitam a data para realizar grandes liquidações. Tipicamente americano!

sábado, fevereiro 17, 2007

New York, New York

Está ai o tão prometido (e adiado) vídeo de Nova Iorque. Espero que gostem!

segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Em Nova Iorque, novamente!!!



Já coloquei algumas fotos no Flickr, e assim que possível eu conto um pouco mais!

sexta-feira, fevereiro 09, 2007

Habilitado, segurado, licenciado e emplacado

Agora sim! Levei algum tempo, mas finalmente venci a burocracia americana. Sim, quem diria: burocracia nos EUA. É inacreditavel que a falta de 2 letra no meu nome no Social Security possa ter causado tanto transtorno... Está provado que não é só em país de "terceiro mundo" que o serviço público não funciona direito, hehehe.

Hoje eu já vim de carro para o serviço; agora já posso começar a fazer planos para aproveitar melhor minhas folgas. Mystic é um dos primeiros lugares que quero voltar, pois fica perto e ainda há muita coisa a conhecer. Então, aguardem mais relatos e fotos (e talvez até vídeos)!

segunda-feira, fevereiro 05, 2007

Curtas

A novela continua: ainda não consegui obter a carteira de motorista. Aquele erro de digitação do meu nome no Social Security continua me causando problemas. Só vou postar mais noticas sobre esse assunto quando eu já estiver dirigindo o carro, ok?

SuperBowl: Ontem foi a final do campeonato de futebol americano, dia que é conhecido como SuperBowl. Para os americanos representa o mesmo que uma final de copa do mundo representa para os brasileiros, tudo parou ontem a noite! Jogaram os Colts de Indianapolis contra os Bears de Chicago. Não acompanhei o jogo (até porque não tenho TV em casa, hehehe), mas fiquei sabendo que o time de Indianapolis venceu por 29 a 17.

Lembram do amigo estrangeiro que me ajudou indicou o carro para compra? Ele se chama Matt, e ontem ele me conseguiu uma bicicleta! Ela está com alguns probleminhas e precisando de um óleo na correia, mas ela vai ser útil enquanto eu não puder sair com o meu veículo por aí.

domingo, fevereiro 04, 2007

O que Norwich tem de melhor


Hoje eu fui no que Norwich tem de mais legal para oferecer aos seus habitantes: o rinque de patinação! Paguei US$ 5 para entrar e mais US$ 4 para alugar os patins (que aqui eles chamam de skate) e pude ficar quase 2 horas patinando no gelo.

Eu já sabia que era muito escorregadio, mas quando eu coloquei o pé no rinque eu vi que não tinha nem 10% de noção do quão escorregadio é. Levei uns 20 minutos (e 2 tombos) para aprender a andar sem ficar me segurando nas muretas na beira da pista. Depois que aprendi, não parei mais de patinar; já sei como andar em 1 pé só, pegar velocidade e ficar depois só deslizando com os 2 pés e também tentei patinar de costas, mas é muita coisa para a primeira vez, isso eu vou tentar mais na próxima.

No rinque foi o primeiro lugar em que eu vi bastante crianças e jovens; normalmente só vejo adultos por aqui, os mais novos não costumam sair na rua no inverno (ou talvez no ano inteiro, vai saber). Como eu fui sozinho e sem câmera, não tinha co o tirar fotos, mas aí encontrei uma mãe americana que estava fotografando os filhos e pedi pra ela tirar 1 foto. Ela foi muito simpática e acabou tirando várias fotos (apesar de a maioria não ter ficado muito boa, mas valem como registro). Obrigado, Lisa!

sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Passei!

Essa notícia eu estava ansioso para poder postar: passei no teste de habilitação, e hoje pela manhã já vou pegar minha carteira de motorista americana!!! Não posso deixar de agradecer a todos que estavam torcendo e/ou orando por mim.

O teste em si foi fácil, acertei todas as questões da prova escrita e fui bem no teste de direção. Entretanto, antes do teste tive vários problemas: documentação (erraram a escrita do meu nome), faltavam alguns papéis do carro em que eu iria fazer a prova (não o meu, o do meu colega colombiano, o Edwin), ocorreram alguns problemas no meu próprio carro (pneu e bateria)... A lista de contratempos é extensa, mas tenho certeza que foi Deus que ajudou a superar cada um deles.

Agora o próximo passo é o registro do meu carro. Espero que dessa vez o andamento seja um pouco mais tranquilo :-)